Página Inicial / Dicas Para Concurso Público / Estudar sozinho ou fazer cursinho para concurso?

Estudar sozinho ou fazer cursinho para concurso?

Se você está se preparando para um concurso público ou pensando em começar a se preparar, essa questão, sem dúvidas, já passou pela sua cabeça: “Será que devo estudar sozinho ou fazer um cursinho preparatório?”.

Não é mesmo?

E se você ainda está com esta dúvida, não se preocupe e saiba que você não está sozinho!

Essa é, na verdade, uma das principais dúvidas de quem resolve se preparar para conquistar uma vaga num concurso público. E neste artigo é justamente essa questão que iremos ajudar você a resolver.

Bom, mas se você está esperando por respostas prontas, daquelas que tentam enquadrar todas as pessoas numa única categoria e fazer de conta que todo mundo aprende igual, sinto muito lhe dizer, mas você não irá encontrar isso neste artigo!

Como professora, eu acredito que para se preparar para um concurso é preciso pensar especificamente em você, na maneira como você aprende melhor e é claro em como você pode alcançar o resultado esperado da melhor forma possível e no menor tempo possível.

Portanto, neste artigo você não irá encontrar fórmulas prontas que tentam tratar todos os alunos como se fosse iguais, mas sim as principais diferenças entre estudar em casa e frequentar um cursinho. Para que, dessa forma, você possa se guiar e descobrir qual dessas opções é a melhor para você.

Por isso, separei o artigo abaixo em tópicos de quais são os principais fatores que você precisa pensar na hora de decidir o que é melhor para você.

Vamos lá?

 

  • Tempo/horário

Você já ouviu falar que o tempo é o grande vilão da modernidade?

Bom, se ainda não ouviu, pense um pouco sobre isso e você verá que é verdade! E eu acredito que, assim como para mim, para você também não é difícil encontrar provas dessa afirmação na sua rotina.

Você já sentiu aquela sensação de que o dia passou e você não fez nem a metade do que precisava fazer? Você já se pegou dizendo: “Precisava ter estudado mais hoje” ou até mesmo “Estou tentando ler esse livro há meses e nunca consigo!”

Tenho certeza de que sim! Mas não se preocupe, nós todos passamos por isso! E é claro que isso se reflete também nos nossos estudos.

Portanto na hora de escolher entre estudar sozinho ou fazer cursinho é preciso pensar se você tem tempo de se dedicar a um cursinho presencial. Pois isso toma mais tempo, não apenas pelas aulas, mas também pelo tempo gasto no trânsito ou para chegar até o local do curso, o que dependendo de onde você more, pode não ser pouco.

Agora, para quem tem uma rotina mais apertada ou trabalha durante o dia e não pode fazer cursinho, há também as opções de se estudar num cursinho online ou mesmo sozinho. Dessa forma você terá horários mais flexíveis e poderá se adaptar.

 

  • Liberdade

Outro fator a ser considerado é a questão da liberdade. Muitos alunos não conseguem se adaptar bem fazendo um cursinho porque o conteúdo é muito “engessado”, ou seja, quem faz cursinho quase não tem liberdade para estudar.

É claro que mesmo fazendo cursinho, você terá que estudar em casa e nesse momento vai poder escolher quais disciplinas precisa dar mais atenção.

No entanto, em relação às disciplinas estudadas no cursinho você não terá liberdade nenhuma. Outro problema ocorre devido aos professores, pois muitos alunos não gostam muito da metodologia de alguns professores e não há o que fazer sobre isso.

O que não acontece com quem estuda por conta própria, que tem liberdade para escolher o material com o qual irá estudar, seja ele um livro, uma apostila, uma vídeo-aula, um áudio-book etc.

Portanto, vale a pena pensar no seu perfil como aluno e ver em qual das duas situações, estudar sozinho ou fazer cursinho, você se encaixa melhor.

 

  • Dinheiro

Infelizmente, sabemos que o dinheiro é um fator decisivo na hora de optar por estudar por conta própria ou fazer um cursinho.

E que muitas pessoas acabam optando por estudar por conta própria por não possuir o dinheiro a ser investido num cursinho. No entanto, o que muita gente não sabe é que hoje há opções no mercado de cursinhos para todos os bolsos.

 

  • Disciplina

A disciplina é necessária para alcançarmos qualquer objetivo em nossas vidas, sem ela, nossas metas e sonhos se tornam distantes e quase impossíveis de alcançar.

E se você já ouviu por aí aquele discurso de “passar num concurso público é fácil” preste atenção! Porque normalmente quem diz isso é quem nunca passou em nenhum!

De fato, há concursos mais fáceis do que outros e pessoas que tem mais facilidade para passar do que as outras. No entanto, passar num concurso, sobretudo nos mais concorridos, exige sim, disciplina e dedicação.

Em todo o caso, passar num concurso público exige disciplina, no entanto, de formas diferentes.

Ao optar por um cursinho presencial, a disciplina será necessária para ir todos os dias para a aula, faça chuva ou sol!

Já para quem estuda em casa, a disciplina será necessária para resistir à procrastinação e manter o ritmo de estudos adequado desde o começo até o dia da prova.

Assim como nas opções acima, cabe a você julgar se você conseguirá ter a disciplina necessária para estudar por conta própria ou se é melhor fazer um curso preparatório.

 

  • Facilidade

Outro fator que influencia muito na escolha de muitos concurseiros é a questão da facilidade.

Pois quando você opta por estudar por conta própria é preciso ter em mente que este não é o caminho mais simples. Afinal de contas, você terá mais trabalho na hora de procurar o material adequado, preparar a rotina de estudos etc.

O que num curso já vem pronto e torna a sua vida muito mais fácil, já que você só irá precisar se preocupar, de fato, em estudar o conteúdo da prova.

É claro que hoje, com a internet, você vai encontrar materiais adequados e até mesmo planos de estudos prontos para vários concursos. Portanto, aqui a única regra também é pensar no que é melhor para você.

 

Minha opinião sobre o que você deveria fazer

Como em tudo nas nossas vidas, neste caso, escolher por uma opção outra é simplesmente uma questão de definir quais são as suas prioridades.

E, além disso, de ter um pouco de autoconhecimento para julgar com quais das opções você alcançará seu objetivo de passar num concurso público em menos tempo e com o menor estresse possível.

E agora, se você tiver interesse, em ouvir a minha opinião pessoal, aqui vai ela: se você está começando no mundo dos concursos ou está mirando lá no alto, minha sugestão é de que você comece fazendo um curso.

Isso porque no começo, é normal não ter muita ideia do que estudar, de que material usar, do que é preciso para enfrentar a banca, de como se organizar etc.

E isso pode te atrapalhar muito, fazer você perder muito tempo e energia e, pior ainda, acabar desmotivado com o tempo.

O mesmo vale para quem está buscando passar num dos concursos mais concorridos do Brasil, aqueles com altos salários, como os dos Tribunais, do MRE, dos bancos etc.

Neste caso, o melhor é investir numa preparação pesada com cursinho presencial ou online e várias horas de estudo diário em casa.

No entanto, se você já fez cursinho, já prestou diversos concursos e já ficou na lista de espera algumas vezes, talvez valha a pena estudar em casa e se preparar de acordo com suas maiores dificuldades e especificamente para o concurso que você tem como objetivo.

Isso porque você não precisa perder tempo revendo as matérias que você já domina bem no cursinho. E, assim, tem mais tempo para estudar aquelas matérias que mais te atrapalham na hora da prova.

Bom, essa é a minha opinião, mas como eu disse mais acima, é tudo questão de prioridade e um pouquinho de autoconhecimento.

 

Se você quiser saber mais sobre como se organizar para estudar em casa, leia também este artigo: Como estudar para concurso em casa.

 

Espero que este artigo tenha ajudado você e se você achou que ele é relevante, se ainda tem dúvidas ou sugestões, deixe seu comentário abaixo, terei muito prazer em respondê-lo!

Abraço e bons estudos!

Sobre Daniele Freitas

Formada em Letras pela UNESP, com habilitação em Língua Portuguesa e Inglesa. Experiência como professora de Língua Portuguesa para todas as idades. Trabalhando há 3 anos como redatora especializada na área de estudos e preparação para concursos públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *