Página Inicial / Dicas Para Concurso Público / Questões dissertativas 7 dicas do que não fazer

Questões dissertativas 7 dicas do que não fazer

A parte dissertativa de um concurso, sem dúvidas, é o que mais assusta a maior parte dos candidatos. Isso porque a redação permite que o corretor da prova verifique se o candidato não apenas tem domínio da matéria cobrada, mas principalmente que ele identifique alguns pontos fracos do candidato, sobretudo aqueles relacionados à gramática e a capacidade do candidato de se expressar. Pensando nisso, desenvolvi esse artigo com algumas dicas do que não fazer na hora da prova dissertativa, confira:

  1. Não prestar atenção ao enunciado

É normal que muitos candidatos fiquem nervosos na hora da prova. E não há nenhum problema nisso, o problema está em deixar o nervosismo interferir no resultado do concurso. Um dos principais erros que o nervosismo causa é fazer com que o candidato não consiga entender com clareza o que a questão pede. Para que isso não aconteça é preciso, em primeiro lugar, prestar muita atenção ao enunciado da questão dissertativa. É essencial que o candidato leia a questão com calma quantas vezes forem necessárias, até entendê-la perfeitamente.

 

  1. Deixar de fazer rascunho

A segunda coisa que você nunca deve fazer é escrever a resposta direto no gabarito. O rascunho é importante porque ele permite que você organize as idéias da melhor forma possível e que você não perca a linha de raciocínio quando estiver. E embora seja menos importante, o rascunho também te ajuda a organizar a parte estética do texto, pois você sabe quantas linhas vai precisar e, por isso, você sabe se precisa, por exemplo, diminuir sua letra. Além disso, fazer um rascunho evita que você cometa rasuras na folha definitiva de respostas.

 

  1. Fugir do tema

Um dos erros que muitos candidatos cometem, por mais que pareça ser um erro bobo, é o de não responder ao que a questão está pedindo. Para não fazer isso é importante que você, depois de escrever a resposta, releia novamente a questão e sua resposta para se certificar de que o que você escreveu responde de forma objetiva o enunciado.

  1. Esquecer de conferir a gramática

Podemos dizer que os erros gramaticais (sejam eles relativos à ortografia, acentuação, concordância ou pontuação) são os erros mais cometidos nas questões discursivas. Para fugir deles é preciso estudar e conhecer bem a gramática. Na hora da prova, no entanto, o que você pode fazer é sempre conferir a resposta antes de passá-la para o gabarito.

  1. Esquecer de pontuar o texto

Outro erro relacionado à gramática, mas que muitas vezes acontece devido ao nervosismo ou a pressa na hora da prova é esquecer de pontuar corretamente o texto. A pontuação é muito importante, pois ela serve para que você consiga comunicar aquilo que deseja de forma efetiva. Há casos na Língua Portuguesa em que se você usar a pontuação de forma incorreta, você pode até mesmo dizer o oposto do que quer dizer. Sendo assim, na hora da prova, por mais que você saiba a resposta correta para a questão, se você não usar a pontuação de forma correta existe uma chance de a sua questão ser anulada, se quem estiver corrigindo sua prova não entender o que você quis dizer, ou se essa pessoa entender o que você escreveu de forma errada.

  1. Utilizar gírias ou linguagem informal

No dia a dia, quando falamos com as pessoas mais próximas é muito comum usarmos gírias ou uma linguagem informal. Numa prova, no entanto, isso não pode acontecer. Todos os concursos públicos exigem do candidato o uso da chamada Norma Padrão da Língua Portuguesa, ou seja, aquela que aprendemos nos livros de gramática.

  1. Responder a questão dissertativa com pressa

Outro erro que muitos candidatos cometem e que influencia muito no resultado da prova é deixar a questão dissertativa por último e ter que respondê-la com pressa. É claro que não existe uma fórmula mágica na hora de fazer a prova e cada candidato precisa encontrar sua própria maneira, no entanto, se você deixar para fazer a questão dissertativa por último e precisar respondê-la com pressa porque o tempo de prova já está no fim, a probabilidade de você não ter tempo para organizar as idéias, escrever com clareza, verificar a gramática é muito grande, logo as chances de não ter uma nota tão boa também aumentam.

Para concluir, é importante ressaltar que além de ser classificatória, em alguns concursos, a parte dissertativa da prova também pode ser eliminatória, ou seja, quem não atingir certa quantidade de pontos será eliminado do concurso. Por isso, é muito importante estudar, treinar bastante resolvendo as questões dissertativas de provas anteriores e, é claro, evitar ao máximo cometer os erros que destaquei acima.

 

Sobre Raul Junior

Fundador do site Provas de Concurso com o objetivo de ajudar concurseiros e estudantes, com dicas e informações sobre concursos públicos