Página Inicial / Redação - Temas / Tema Redação Tribunal de Justiça do Paraná

Tema Redação Tribunal de Justiça do Paraná

Considere o seguinte fato, amplamente divulgado pela imprensa:

Adolescente é agredido a pauladas e acorrentado nu a poste no Rio

Um adolescente de 15 anos foi agredido a pauladas e acorrentado nu pelo pescoço a um poste, na noite de sexta-feira (31 jan. 2014), no Flamengo, zona sul do Rio. Moradora da região, a filóloga Yvonne Bezerra de Mello, 67, do Projeto Uerê, encontrou o garoto desorientado e chamou os bombeiros.
Sem documento, ele foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro, e depois desapareceu. Segundo Yvonne Mello, o jovem nem sequer conseguia falar porque estava muito machucado – a maioria dos ferimentos era na cabeça.

Yvonne Mello fez a imagem do garoto e divulgou na rede social em protesto. Ele estava nu e com hematomas por todo o corpo.
Os bombeiros tiveram que usar um maçarico para libertar o rapaz.

Testemunhas afirmaram que o garoto foi agredido a pauladas por um grupo de três homens, que estavam em motos. A Polícia Civil informou que a delegada titular da 9a DP (Catete), Monique Vidal, registrou o crime na unidade como “lesão corporal”, após tomar conhecimento do caso pela imprensa.

(Folha de S. Paulo, 04 fev. 2014. Adaptado.)

Considere também as seguintes repercussões do fato relatado:

Yvonne Bezerra de Mello: “Me pareceu que alguém quis fazer justiça com as próprias mãos, já que aqui tem acontecido muito assalto, principalmente com gangues de garotos e ciclistas. Mas admira ver uma cena deplorável dessa em 2014. Uma barbárie… Se é marginal, prende.” (Folha de S. Paulo, 04 fev. 2014)

Rachel Sheherazade (apresentadora do SBT): “A atitude dos vingadores é até compreensível. O contra-ataque aos bandidos é o que eu chamo de legítima defesa coletiva. Aos defensores dos direitos humanos que se apiedaram do marginalzinho preso ao poste, lanço uma campanha: faça um favor ao Brasil, adote um bandido.” (Carta Capital, 19 fev. 2014)

Internauta (não identificado): “Sou a favor da ponderação e justiça. Mas em situações como essas, com a falta de policiamento e a impunidade reinante, a ação é atirar nos bandidos (se por acaso a polícia passar por lá). Se o pessoal dos direitos humanos reclamar, dê uniformes, armas e a responsabilidade de resolver os problemas de segurança a ele. (Carta Capital, 19 fev. 2014)

Tema Redação Tribunal de Justiça do Paraná

A partir das informações dadas, escreva um texto posicionando-se frente ao fato relatado e a seu significado para a sociedade brasileira.

Seu texto deve:

– ser predominantemente argumentativo;
– conter um breve relato do fato;
– apresentar com clareza seu ponto de vista, justificando-o com argumentos;
– citar e comentar pelo menos uma das opiniões reproduzidas no enunciado da questão;
– ter no mínimo 16 e no máximo 20 linhas.

Veja também questões de interpretação de texto para Português e tema de redação para Técnico Judiciário Área Administrativa

Sobre Raul Junior

Fundador do site Provas de Concurso com o objetivo de ajudar concurseiros e estudantes, com dicas e informações sobre concursos públicos
  • Marcelo

    Mestre, bom dia.
    Gostaria de saber se uma opinião favorável à atitude da sociedade brasileira em fazer justiça com as próprias mãos seria considerada pelas bancas, obviamente, com argumentos adequados.
    Obrigado.

    • Pelo que os professores de português responderam você tem que ir a favor da lei, e a lei não permite fazer justiça pelas próprias mãos, é trabalho dos policias prendem os bandidos.